Poesia

O incontrolável

Como controlar
O que está fora
Do alcance,
Tão distante,
Se em um instante,
Surge o inesperado,
O inevitável,
O que é incontrolável?
Como controlar
Esse emaranhado
De caminhos,
Curvas,
Rotas confusas,
O destino,
A próxima parada,
Se haverá saída?
Como querer controlar
Se haverá sol,
Chuva,
Brisa,
Vento,
Bom tempo,
Como controlar
O tempo?
Esse tempo
Destemido,
Que vai indo,
Que já foi,
Que não enrola,
Que não volta,
Que escapa,
Que nem chega?
Como controlar
O sentimento que surge,
Envolve,
Esse mistério,
Por quem se apaixona,
Se também será amado,
Se será eterno,
Se será amor?
Como controlar
O desencontro,
Se haverá outra chance,
Quem vai partir,
Se um dia voltará,
A despedida,
O desenrolar da vida,
O suspiro final?
Ah, quanta inocência,
Que ilusão,
De algum dia achar,
Considerar,
Que alguma coisa,
Que alguma situação,
Seja ela qual for,
Poderia controlar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s