Poesia

Na janela

Na janela, uma garota a sonhar.

Na janela, ela.
Pensando em tanta coisa.
Sonhando com algumas.
Sentindo tudo.

E decidindo: a janela aberta vai ficar.
Só assim para que outras paisagens (ainda mais belas) possa contemplar.
Só assim para que a luz do sol (e da vida) possa entrar.

Pela janela, Ela vê a esperança.

Devocional

Olhar para Ti

Olhar para Jesus como a simplicidade de uma flor roxa
 

Eu olho para Ti, Jesus.

E olhando para Ti, vejo tuas mãos gentis que curam, teus olhos que se encantam ao ver os lírios do campo, teu riso caloroso que convida as crianças para perto, teus pés que dançam em uma festa de casamento.
 
E olhando para Ti, vejo tua compaixão com os que sofrem, teu cuidado com os feridos pela vida, teu acolhimento com os desprezados, teu convite de descanso aos cansados e aflitos.
 
E olhando para Ti, vejo tua paciência com os duvidosos, teu ensino combatendo os hipócritas e religiosos, tua verdade que liberta.
 
E olhando para Ti, vejo tua autoridade sobre os mares e ventos, tua abundância sobre pães e peixes, teu poder que transforma: a água em vinho, o choro em riso, o perseguidor em seguidor, o excluído em amigo, o perdido em achado, a morte em vida.
 
E olhando para Ti, vejo teu sofrimento, tua acusação, tua rejeição, teu abandono, teu sacrifício, tua morte.
 
E olhando para Ti, ali mesmo na cruz, vejo teu amor, tua graça, teu perdão.
 
E olhando para Ti, vejo um túmulo vazio, tua ressurreição, tua vitória – a vida que vence!
 
E olhando para Ti, vejo luz, ordem, sentido e esperança.
 
E olhando para Ti, vejo que estás olhando para mim. E o teu olhar me diz: “é por você, é para você, é para sempre”.
 
E neste teu olhar de amor, ah, Jesus, eu posso descansar.
 
Todo dia, tudo o que eu mais preciso é, simplesmente, olhar para Ti. 

 

Poesia

Sobre Fé

Fé é crer em Cristo assim como a árvore seca que sabe que a primavera irá chegar
 

Fé. No dia a dia. Nos grandes dilemas da vida.

Fé. Crer em Ti, confiável. Crer nas Tuas palavras, irrevogáveis. Confiar em Teu amor, eterno. Saber Teu cuidado, sempre terno.

Fé. Nem sempre ver o caminho, mas conhecer o Guia, e por isso, dar o próximo passo sem medo.

Fé. Nem sempre entender a história, mas conhecer o Autor, e por isso, viver o enredo.

Fé. Nem sempre ter respostas, mas conhecer Aquele que tudo sabe, e por isso, descansar enquanto espero.

Fé. Muitas vezes chorar, mas conhecer o Consolador, e por isso, ser confortada.

Fé. Muitas vezes fraquejar, mas conhecer a Rocha, e por isso, ser fortalecida.

Fé. Muitas vezes sofrer, mas conhecer o Amor, e por isso,  saber que jamais estará sozinha.

Fé. Nem sempre saber, mas saber o suficiente: Ele É quem diz Ser. E Ele está comigo, como disse que estaria. Até o fim. 

(e depois disso, quando o fim se tornar um eterno começo)