Oração

Oração pelos Amigos

Aos amigos
de longa data e novos,
que estão perto, mesmo quando longe,
que compartilham histórias e risos,
que choram junto, oferecendo abraço e colo,
que se importam, se preocupam, cuidam.

Aos amigos
de longas conversas,
de mensagens corriqueiras,
aquelas especiais de “bom dia”, “marque o médico” e “avise quando chegar em casa”.

Aos amigos
que dividem os problemas e buscam solução,
que deixam um chocolate na mesa nos dias de tensão,
que pedem conselhos, mesmo quando não têm intenção de segui-los,
que pedem socorro, quando o caminho se estreita,
que conhecem os gostos tão bem e fazem indicações perfeitas,
mas que também não se intimidam em apresentar coisas novas, diferentes, surpreendentes.

Aos amigos
que constroem juntos,
que perdoam,
que dizem palavras de animo e de carinho nos dias que o outro tanto precisa ouvir,
que respeitam o silêncio quando assim o outro preferir.

Aos amigos
Estes verdadeiros, que fazem tão bem,
que entrelaçam a vida,
que estão juntos para valer.

Minha oração por vocês é simples, é tudo:
que Deus, o Maior Amigo, os abençoe!

20 de julho – Dia do Amigo

Poesia

Em meio às palavras

Em meio às palavras compartilhadas, um lugar de encontro, de papo à toa, de conversa profunda.

Em meio às palavras barulhentas, um lugar de história, de riso, de brincadeira.

Em meio às palavras não ditas, um lugar de silêncio, de reflexão, de olho no olho.

Em meio às palavras regadas por lágrimas, um lugar de atenção, de escuta, de abraço.

Em meio às palavras sinceras, este lugar de amor, de perdão, de recomeço.

Em meio às palavras, nós dois e tudo o que não precisamos dizer.

Devocional

Uma oração pelos passarinhos

Criança segura passarinho em oração
 

Papai, há alguns por aqui que estão tão feridos, magoados e desesperançados. Outros que estão tão aflitos, atribulados e angustiados…

Todos eles são como passarinhos: pequenos e frágeis.

Eles sentem que suas asas não aguentam mais, que o perigo é iminente, que a queda é para a morte. Eles se sentem presos em seus problemas e dores, em gaiolas sem portas. Eles não sabem como escapar nem para onde irem. Em vez de cantarem, eles gemem. Em vez de voarem, eles sangram…

Mas eu sei que o Senhor é Aquele que cuida dos passarinhos. Pardais, andorinhas, cotovias. Nada acontece-lhes sem que Tu vejas, sem que Tu percebas.

Por isso, com confiança, eu clamo por esses Seus outros passarinhos!

Confesso que eu até os abraço, mas logo solto.
Mas confio que Seu abraço pode segurá-los firmemente e não soltar nenhum.

Confesso que eu até lhes digo palavras de ânimo, mas logo me calo.
Mas confio na Tua voz suave e verdadeira, que conforta e nunca silencia.

Confesso que me preocupo com eles, mas que pouco (quase nada) faço.
Mas confio em Ti, que se importa com cada um e tudo pode fazer.

Confesso que eu os amo, mas meu amor é fraco.
Mas confio no Teu amor, que é profundo, imutável e provado.

Confesso que desejo vê-los curados, livres e voando alto, mas minha fé é pequena. Mas confio em Ti, que faz além do que pensamos ou imaginamos.

E assim, crendo que és Aquele que olha por cada passarinho, entrego estes em Tuas mãos.

Com amor e esperança, Amém.