Poesia

Foi-se!

Palavras que não disse, olhares que não sustentou,
Tantos abraços que recusou, tanta dor que provocou.

Sem nem perceber, quantas oportunidades perdeu,
E mesmo percebendo, a muitos aborreceu.

Tão pouco amou, tão pouco se importou,
Indiferença no sorriso, no olhar e na palavra,
Indiferença que a todos magoava.

Seria seu coração tão frio assim?
Ou seria simplesmente o medo de ser feliz?

Foi-se o tempo. Foi-se o momento. 

Mas a vida apresenta uma nova chance.
Consegue vê-la? Pode senti-la?
Ainda há tempo. Outros momentos.
Ainda pode ser feliz.
E fazer feliz. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s