Poesia

Hoje tudo dói


Hoje tudo dói.
 

As pernas doem.
Talvez seja porque eu não tenha me alongado direito antes de patinar.

O estômago dói.
Talvez seja a gastrite. Ou, quem sabe, a ansiedade.

Pensar nos meus sonhos dói.
Deve ser pelo medo deles não se realizarem. 

Ter mais dúvidas do quer certezas dói.
É bem provável que seja culpa desse mundo das possibilidades que tantas vezes se mostrou cruel para mim.

Sentir essa saudade imensa de quem já se foi dói.  Dói como se me faltasse o ar.
Talvez seja porque eu não tenha dito, enquanto era tempo, o quanto me importava.

Sentir que não sentem saudade de mim dói também.
Talvez seja porque isso me pareça um sinal claro de que ninguém se importa mais (ou, talvez, nunca tenha se importado).

Querer estar em outro lugar dói.
Estranho, isso não deveria doer. Será que é porque lá no fundo eu saiba que ainda assim eu não teria sua companhia?

Não saber se você fez as pazes com seu pai ou se conseguiu aquela nota que precisava, dói.
Deve ser porque, apesar de toda a dor que me causou, ainda me preocupo com você.

Errar dói. Não poder consertar tudo dói ainda mais.
Talvez seja porque isso prove o quanto estou longe de quem devo ser.  Mas acho mesmo que é porque eu tenha decepcionado a quem tanto queria bem.

Hoje, até amar dói.
Apenas porque sei que o amor não é suficiente para livrar-me de toda essa dor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s