Poesia

Sua ausência presente


A música tocou
E tudo que ouvi foi sua voz desafinada tentando acompanhá-la.
Mas dessa vez eu não poderei pedir para você se aquietar.

O dia amanheceu chovendo
E tudo que vi foi você pela rua correndo,
Mas dessa vez não poderei gritar para que não se molhe.


O sol raiou
E tudo que vi foi você sorrindo e apertando os olhos
Mas dessa vez eu não poderei puxá-lo para a sombra.

O vento frio me atingiu
E antes que eu pudesse reclamar, tudo que vi foi você se aproximando.
Mas dessa vez não poderei ter seu abraço quente.


Hoje eu tive um bom dia,
E tudo o que eu quis foi os detalhes te contar
Mas dessa vez você não está aqui para me ouvir por horas a falar.

Aquele tão impossível sonho foi realizado
E tudo o que ouvi foi você me dizendo \”eu não te disse para confiar?\”
Mas dessa vez você não está aqui para comigo se alegrar.

À noite, chorei de soluçar
E tudo o que ouvi foi você me dizendo baixinho para me acalmar.
Mas dessa vez em você não poderei me aconchegar.

Sim, desde aquele dia,
não importa o que aconteça,
É a sua voz que ouço, seu jeito que vejo,
Sua presença que sinto.

Mas logo (e com dor) percebo,
que não basta no meu coração senti-lo,
Dessa vez (e sempre),
Quero você (em corpo e alma) aqui comigo.



*Imagem daqui

2 comentários em “Sua ausência presente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s