Devocional

Uma oração pelos passarinhos

Criança segura passarinho em oração
 

Papai, há alguns por aqui que estão tão feridos, magoados e desesperançados. Outros que estão tão aflitos, atribulados e angustiados…

Todos eles são como passarinhos: pequenos e frágeis.

Eles sentem que suas asas não aguentam mais, que o perigo é iminente, que a queda é para a morte. Eles se sentem presos em seus problemas e dores, em gaiolas sem portas. Eles não sabem como escapar nem para onde irem. Em vez de cantarem, eles gemem. Em vez de voarem, eles sangram…

Mas eu sei que o Senhor é Aquele que cuida dos passarinhos. Pardais, andorinhas, cotovias. Nada acontece-lhes sem que Tu vejas, sem que Tu percebas.

Por isso, com confiança, eu clamo por esses Seus outros passarinhos!

Confesso que eu até os abraço, mas logo solto.
Mas confio que Seu abraço pode segurá-los firmemente e não soltar nenhum.

Confesso que eu até lhes digo palavras de ânimo, mas logo me calo.
Mas confio na Tua voz suave e verdadeira, que conforta e nunca silencia.

Confesso que me preocupo com eles, mas que pouco (quase nada) faço.
Mas confio em Ti, que se importa com cada um e tudo pode fazer.

Confesso que eu os amo, mas meu amor é fraco.
Mas confio no Teu amor, que é profundo, imutável e provado.

Confesso que desejo vê-los curados, livres e voando alto, mas minha fé é pequena. Mas confio em Ti, que faz além do que pensamos ou imaginamos.

E assim, crendo que és Aquele que olha por cada passarinho, entrego estes em Tuas mãos.

Com amor e esperança, Amém.

Poesia

Pelo outro, gigante quero ser

Eu já quis ser grande
Por motivos que pareciam dignos
Por outros, nem tanto.
Para parecer importante, forte e indestrutível
Pelas razões que hoje são irrelevantes.
Mas quem disse que ser grande é
Garantia contra falhas, erros e lágrimas?

Pois ninguém me disse!
Mas outra voz,
Gritando, aqui dentro, me revelou:
“É olhando para o outro,
Olho no olho,
De gente para gente,
Que faz todo sentido ser grande… gigante”.

Para que assim,
Quando o outro sentir medo,
Meus braços gigantes possam abraçá-lo em segurança.
Quando sem forças,
Meus pés gigantes possam caminhar por ele.
Quando cheio de dúvidas,
Meus ouvidos gigantes possam ouvi-lo.

Para que assim,
Quando o outro sentir dor,
Minha alma gigante possa confortá-lo.
Quando o outro estiver em perigo,
Minhas mãos gigantes possam, sem demora, socorrê-lo
E quando injustiçado, acusado, desrespeitado,
Minha voz gigante possa erguer-se em seu favor.

Para que assim,
Quando o outro estiver cheio de sonhos,
Minha vontade gigante possa com ele sonhar.
Mas quando o outro não sentir esperança,
Minha fé, gigante tal um grão de mostarda, possa crer por nós dois.
E quando sentir-se pequeno, sem rumo, insignificante,
Meu amor, mesmo oscilante,
Possa torná-lo gigante.

Porque entendi que só faz sentido
Ser gigante pelo outro,
Com o outro,
Juntos.

Poesia

Aos Amigos

Aos amigos
de longa data e novos;
que estão perto, mesmo quando longe;
que compartilham sonhos e realizações;
que choram juntos, oferecendo abraço e colo;
que se importam, se preocupam, se dispõem.

Aos amigos que riem se eu tropeço;
que me corrigem quando erro;
que esperam comigo o ônibus, mesmo quando digo que tudo bem eu ficar sozinha;
que me acompanham até em casa, até o próxima loja, até ali.

Que comem a batata do meu lanche do Mc, pois sabem que nunca dou conta de tudo;
que falam pra eu tomar água, fazer exercícios e comer mais;
que me pedem conselhos, mesmo quando não tem intenção de segui-los;
que conhecem meus gostos e indicam livros, filmes e músicas;
que não se intimidam em me indicar filmes, livros e músicas bem diferentes do meu gosto, e com isso, me surpreende.

Que me enviam textos pra eu dar uma olhada rapidinha se está ok a gramática;
que leem, palpitam e divulgam meus textos;
que esperam estar no \”Agradecimentos\” ou ser um personagem de algum futuro livro.

Que amam e respeitam meus pais;
que perguntam dos meus sobrinhos;
que me dizem palavras de animo e de carinho em dias que preciso muito ouvir.

Que procuram devolver meus livros em ótimo estado;
que suportam minhas manias e chatices, não sem antes tentar muda-las;
que retornam minhas ligações.

Que me escrevem cartões no meu aniversário, natal e ano novo;
que me trazem chocolate, principalmente nos dias muito nervosos;
que sabem quando estou brava de verdade ou apenas com sono.

Aos amigos
que desejam o meu bem e me fazem bem;
que entrelaçam sua vida à minha;
que estão junto.

Minha oração hoje e sempre por vocês é simples, é tudo!
Que Deus, o Maior Amigo, os abençoe!