Poesia

Minhas Palavras

As palavras fazem parte de mim
Com elas, expresso quem eu sou, o que penso, sinto, quero
E se quiser, posso usá-las para esconder tudo isso.

Por meio delas eu posso fazer alguém sorrir como também chorar
Posso conquistar amizades, mas também destruir relacionamentos
Posso compor músicas, escrever poesias ou cartas de despedida
Posso usá-las com verdade ou com engano
Com sabedoria ou com indiferença
Posso mostrar o que há de melhor em mim e também o que há de pior.

Mas por que as uso com frequencia para criticar e raramente para elogiar?
Por que é tão mais fácil usá-las para ofender do que para se declarar?
Por que é tão simples usá-las para acusar e tão complicado para perdoar?
Cada palavra dita é responsabilidade minha.
E para cada palavra, há muitas consequências…
Se eu não tiver cuidado, elas causarão mágoas
Se eu não tiver amor, elas causarão destruição.

E depois dessas palavras, resta-me um único desejo:
Enquanto houver voz, que as minhas palavras sejam para abençoar.

*Leia mais aqui. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s