Poesia

Contemplação

A cada novo dia, encontro motivos para me surpreender com teu grande amor. Contemplo a beleza das obras de tuas mãos e vejo como Tu és Belo.

Vislumbro as diferentes cores e formas, e percebo como és criativo. Tantos detalhes, minuciosos e perfeitos, prova de que teu cuidado vai além de minha compreensão.

Como olhar para a imensidão do mar e não me emocionar?
Sentir a brisa e não me lembrar do refrigério que minha própria alma sente?
Ver as estrelas nos céus e não reconhecer o teu carinho chamando cada uma por seu próprio nome?
Ouvir as melodias da própria natureza e um novo cântico não entoar?

Fico a imaginar como foi aquele dia, em que ao som de cada palavra, uma arte era esculpida. Ah, se eu estivesse presente, assistindo tal espetáculo…

Não ousaria dizer sequer uma palavra ou mesmo aplaudir.
Simplesmente contemplaria com gratidão a Tua própria beleza, refletida nos céus e terra, obra de tuas mãos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s